Cursos - 2017

 

1° Simpósio de Pesquisa em Música da Especialização em Educação Musical

CBM-CEU - Fladem Brasil

  Prof. Leonardo Moraes e Prof. Glauber Resende.

  12 agosto, 9 setembro, 26 outubro 

 

O campo da pesquisa em Música nos últimos anos tem avançado e construído diálogo com os estudos da Antropologia, Ciências Sociais, Filosofia, Ciências Humanas, Psicologia. Educação Musical, Musicoterapia, Etnomusicologia, Musicologia, Composição e Performance são campos da área do conhecimento da Música e possuem especificados, caminhos e percursos para o seu desenvolvimento na ação de uma determinada pesquisa. Objetivamos com esse curso, ampliar o conhecimento no campo da Pesquisa percorrendo caminhos que poderão nos dar embasamento teórico, metodológico e epistemológico. Ao final do curso teremos um Simpósio visando à comunicação das ideias, proposições pesquisas produzidas no decorrer do curso.

1° Simpósio de Pesquisa em Música da Especialização em Educação Musical CBM-CEU/Fladem Brasil - 18 novembro de 2017

 

 O simpósio buscará tecer diálogos acerca da pesquisa em Música a partir dos trabalhos, pensamentos teóricos, epistemológicos e metodológicos visando proporcionar aos indivíduos participantes conhecimento das abordagens nesse campo a partir da apresentação dos trabalhos dos participantes. Serão desenvolvidos debates, reflexões, caminhos e possibilidades para o processo de pesquisa. Nessa esteira o Simpósio contará com a participação de palestrantes e apresentação de trabalhos com o intuito de fortalecer e firmar ideias da pesquisa em Educação Musical.

 

O período para envio de trabalho será do dia 10/9/2017 até o dia 10/10/2017. As composições dos textos obedecerão as normas de publicação estabelecidas na chamada de trabalho que estará disponível no dia 1/9/2017 no link (http://www.fladembrasil.com.br/cursos-2017.html).

  

Encontros sábados: 12 agosto, 9 setembro, 26 outubro, 18 novembro de 2017.

Horário: 9h às 17h                      Carga horária por sábado: 8h 

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia. 

Coordenação: Adriana Rodrigues 

Investimento por sábado: R$130,00/R$100,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br

Informações: Adriana Rodrigues (21)998043838 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Leonardo Moraes: Licenciado em Música e Especialista em Educação Musical pelo Conservatório Brasileiro de Música (UNICBM). Mestre em Música (UFRJ). Coordena a área de Educação Musical no Departamento Nacional do Sesc - Departamento de Educação. É Curador da Mostra Sesc Prismas do Som, que trata de aspectos ligados à acústica e a sonologia pelo Departamento Nacional do Sesc- Projeto Sesc Ciência. É docente no curso de Especialização Latu Sensu em Educação Musical pelo Fladem Brasil/UNICBE. Participa do grupo de pesquisa no Projeto Social Agência do Bem- Música e Desenvolvimento Humano, como integrante. Coordena e integra o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Musical (GPEM) pelo Fladem Brasil/UNICBM, com projeto de pesquisa intitulado Música, Cultura, Educação pensando a Educação Musical nos/com os espaços de aprendizagem. É representante da Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM) na cidade do Rio de Janeiro. É Vice-Presidente do Fladem Brasil Seção Nacional do Fórum Latinoamericano de Educação Musical (2015 - 2017). 

Glauber Resende: Doutor e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Graduado em Licenciatura em Música pela Escola de Música da mesma universidade. Professor de Educação Musical na Secretaria Municipal de Educação da cidade do Rio de Janeiro, atuando no 2º segmento do Ensino Fundamental na Escola Municipal Rose Klabin e Professor das oficinas de Cinema e Música, Teclado e Canto Coral no Núcleo de Arte Grande Otelo. Membro do FLADEM - Foro Latinoamericano de Educación Musical, do qual é Presidente do Comitê Acadêmico-Científico da seção Brasil. Integra o Grupo de Pesquisa Currículo e linguagem cinematográfica na Educação Básica e o Programa de Extensão CINEAD - Cinema para aprender e desaprender, do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRJ. Membro da Rede KINO - Rede Latino-Americana de Educação, Cinema e Audiovisual. Tem interesse pelos estudos acerca da Arte, com foco nos processos de Escuta em experiências estéticas na escola, com foco na Música e no Cinema. Seus interesses de estudo e pesquisa giram em torno dos seguintes temas: Educação e Arte, Educação Musical,Cinema e Educação, Filosofia da Diferença.

 

  

 

CURSOS DE INVERNO/PRIMAVERA - 2017


Música em movimento

Professora Mayumi Takai

Sábados: 23 de setembro de 2017

 

Vivência musical baseada nas ideias pedagógicas de Carl Orff,direcionado para professores da educação básica, música, estudantes de música, pedagogia e interessados em geral no tema. A oficina visa desenvolver alternativas pedagógicas através de jogos de diversas culturas e danças e fomentar a criatividade artística-musical através da expressão corporal.

OBJETIVOS: Aproximar os professores ao trabalho com movimento corporal com música; Tomar consciência da importância do movimento corporal no mundo sonoro; apreciar a música e o movimento como uma linguagem artística e meio de expressão; Dança como meio de representação de imagens, sensações e ideias que confiram um sentido global à expressão musical e artística; Apreciar as atividades rítmicas musicais como instrumento fundamental na educação do indivíduo; Desenvolver a sensibilidade musical e estética para prática da música e da dança.

CONTEÚDOS: A relação entre os parâmetros da música e da dança; Desenvolvimento rítmico através do corpo; Elementos musicais e coreografias básicas; O jogo, a dança e a improvisação; O corpo como instrumento (voz e percussão corporal); Cantar – progressão natural de falar; O ritmo como elemento básico do movimento, da música e da linguagem; Objetos na música e movimento; A expressão instrumental (pequena percussão e instrumento de sucata); Iniciação à improvisação e composição

 

Encontro: 23 de setembro de 2017

Horário: 9h às 17h                                                                        Carga horária: 8h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento: R$130,00/R$100,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Mayumi Takai – Licenciada em música, pedagoga, psicomotricista e graduada pela Mills College de São Francisco (EUA) em Orff Certification Program. Especializou-se na área de educação musical ao participar de diversos cursos, tais como Kodaly, Dalcroze, Willems, Suzuki, com ênfase, Orff-Schulwerk. Estudou como bolsista no Instituto de Pesquisas Educacionais do Governo Metropolitano de Tóquio (Japão) e participou também de cursos na Hungria (Universidad de Verano de Esztergom), Áustria (Instituto Orff de Salzburgo), Espanha e EUA. Atualmente é orientadora e professora de música do Colégio Santo Américo e vêm ministrando cursos e oficinas para professores, arte-educadores, regentes sobre a pedagogia Orff-Schulwerk nos curso de extensão universitária, Curso Internacional da Sociedade Kodaly do Brasil, Encontro da ARCI (Associação de Regentes de Coro Infantil), SESC, Associação ORFF Brasil (ABRAORFF), ABEM (Associação Brasileira de Educação Musical), ACC (Associação de Canto Coral), FLADEM (Fórum LATINOAMERICANO de Educação Musical) , nos congressos de educação musical no Brasil e no exterior. Fez parte da equipe de pesquisa “Os efeitos da Educação Musical em crianças com problemas de leitura” do Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica da UNIFESP. É Membro-fundadora e diretora da ABRAORFF (Associação ORFF Brasil). http://www.abraorff.org.br/

 

Ensinar música fazendo música

 Professora Pati Oliveira

Sábados: 28 de outubro, e 25 de novembro de 2017

 

Curso voltado para educadores que desejam utilizar a música e o movimento como ferramentas significativas na formação de sujeitos mais saudáveis e sensíveis em suas salas de aula. Nele, estarão contidos unidades didáticas, atividades e arranjos voltados principalmente para a educação infantil e para o ensino fundamental. São elementos, em sua maioria, recolhidos e adaptados da cultura popular brasileira, e do material coletado pela especialista durante sua participação no programa de estágio em Orff Schulwerk, residente na escola San Francisco School, na Califórnia. O objetivo do curso é, através de aulas lúdicas e divertidas, promover experiências dinâmicas envolvendo o canto, a prática instrumental, brincadeiras e muita criatividade, que possam enriquecer a vivência musical de cada participante, dentro e fora de suas salas de aula.

 

Encontros: 28 de outubro, e 25 de novembro de 2017

Horário: 9h às 17h                                               Carga horária por sábado: 8h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$130,00/R$100,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Pati Oliveiraencantou-se pela cultura popular brasileira e pela percussão no ano de 2001, através das oficinas do grupo Rio Maracatu, do qual tornou-se cantora e percussionista em 2003. Desde então passou a pesquisar amplamente ritmos, danças e folguedos brasileiros, como o Maracatu, o Coco, a Ciranda e o Samba. O desejo de levar a cultura popular para dentro das salas de aula a conduziu ao Conservatório Brasileiro de Música, onde cursou a Licenciatura e a Pós-Graduação em Educação Musical sob a coordenação de Adriana Rodrigues. Concluiu em 2014 o programa de certificação em Orff, através do San Francisco Orff Course, quando foi convidada pelo seu Diretor Doug Goodkin a participar do programa de estágio em Orff, na escola SF School em San Francisco, onde permaneceu durante seis meses observando mestres, ensinando e colocando em prática suas ideias. Em maio de 2016 foi convidada como professora residente para dar aula de cultura popular brasileira na Escola Britânica Saint Andrews Samakee em Bangkok (Tailândia). Ministrou em julho do mesmo ano o curso para educadores no XVIII World Village 2016 realizado pela JaSeSoi, Orff-Schulwerk Association of Finland. É professora de música da British School (educação infantil e Fundamental I) desde 2015.

 

A técnica vocal e seu uso pedagógico

Profª Denize Vieira Wanderley

 19 de agosto, 16 de setembro e 21 de outubro 2017

  

Técnica vocal e percepção musical num contexto musical. A homogeneidade do som coral: exercícios vocais e de escuta. Aquecimento vocal e suas implicações. A percepção musical e a escuta ativa. Os princípios básicos da educação musical, segundo Keith Swanwick, e sua aplicabilidade no canto coral. Planejamento de diferentes atividades com propostas de Villa-Lobos, Gazzi de Sá, Dalcroze, Kodály, Cecília Cavalieri entre outros.

Considerando que o Canto Coral é uma oportunidade ímpar na formação musical, a técnica vocal é um caminho pedagógico para desenvolver a percepção musical de forma integrada e contextualizada, auxiliando professores e regentes de corais a desenvolver a voz de seus coralistas de forma sadia e rica em recursos expressivos.

 

Encontros: 19 de agosto, 16 de setembro e 21 de outubrode 2017.

Horário: 9h às 17h                      Carga horária por sábado: 8h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$130,00/R$100,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Denize Vieira WanderleyPossui graduação em Licenciatura Plena em Educação Artística -habilitação Música, pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (1990). Atualmente cursa o Mestrado Acadêmico em Ensino das Práticas Musicais na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. É regente assistente e preparadora vocal da Orquestra de Vozes Meninos do Rio e do Coro de Crianças da Orquestra Sinfônica Brasileira.É professora de Musicalização, Percepção e Prática Vocal na Curso Formação Musical da Escola de Música Villa-Lobos/FUNARJ desde 1999, onde também atuou como Coordenadora Pedagógica de 2005 a 2017.           

 

 Oficina Construtiva-Desconstrutiva de Acústica Musical

 Prof. Leonardo Fuks, PhD

 5 agosto, 2 setembro, 7 outubro de 2017

 

Construir instrumentos musicais é algo fascinante e amplamente difundido. Combina intuição, engenho, cognição, percepção, habilidades manuais e permite que os participantes ainda criem e executem música com os objetos criados!

Neste curso de três módulos, que totalizam 21 horas, utilizaremos conhecimentos da acústica musical e das tradições construtivas, para produzirmos os nossos próprios instrumentos, que serão explorados individual e coletivamente.

Desconstruiremos inúmeros instrumentos convencionais e alternativos na busca de seus "segredos" e potencialidades, auscultando os seus sons e perscrutando suas relações com nossos comandos e manifestações corporais.

 

 

Encontros sábados: 5 agosto, 2 setembro, 7 outubrode 2017.

Horário: 9h às 17h                      Carga horária por sábado: 8h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$130,00/R$100,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 Leonardo Fuks: Professor da Escola de Música da UFRJ, PhD em Acústica Musical, docente das disciplinas de acústica e biologia aplicadas à música, fisiologia da voz e construção de instrumentos musicais. Músico oboísta e experimental, possui também formação em Engenharia Mecânica, mestrado em Engenharia de Produção e doutorado na Suécia. Tem experiência na análise acústica, projeto e manufatura de instrumentos de sopro, atuando nas seguintes áreas: acústica musical, acústica de salas para aplicações musicais, projeto de exposições educacionais, oficinas educacionais para crianças e adolescentes, direção e curadoria musical, fisiologia da voz, performance musical, música contemporânea, design de bocais e boquilhas de flauta, clarineta, saxofone, fagote e trombone, divulgação científica e pesquisa em voz humana, particularmente em contextos étnicos e de técnicas estendida.

 

Introdução à Tecnologia da Música

 Prof. Orlando Scarpa Neto

 29 julho, 26 agosto, 30 setembro, 4 novembro 2017

 

O curso destina-se a músicos, professores e pesquisadores do campo da música que buscam aprender técnicas básicas de gravação, edição, mixagem e masterização. Além dos procedimentos técnicos básicos, o curso pretende apresentar ao aluno um pouco da história da música que trabalha com meios tecnológicos. Diversos gêneros dentro da música erudita (musique concrète, elektronische musik, computer music) e dentro da música popular (EDM, funk carioca, pop/rock), são caracterizados por trabalharem diretamente com material pré-gravado ou sintetizado por equipamentos eletrônicos, onde as técnicas de edição e mixagem acabam operando não apenas como um registro de uma apresentação, mas como um instrumento musical em si. Serão propostos aos alunos pequenos exercícios de criação que explorem uma ou outra técnica característica destes gêneros.

Para professores, este elemento criativo pode servir como plataforma para que ele se sinta habilitado a criar pequenas peças que ressaltem o conteúdo específico visto em aula. Para músicos e demais pesquisadores, um mergulho prático no trabalho de criação pode dar uma outra perspectiva dos aspectos técnicos.

 Todos os softwares utilizados durante o curso são gratuitos e não é necessária experiência prévia com técnicas de gravação.

 

Encontros sábados: 29 julho, 26 agosto, 30 setembro, 4 novembro de 2017.

Horário: 9h às 17h                      Carga horária por sábado: 8h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metrô Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$130,00/R$100,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Orlando Scarpa Neto é professor do Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário, onde atua nas disciplinas ligadas a música e tecnologia. Mestre pela UFRJ em Poéticas da Criação Musical, é atualmente doutorando na mesma instituição onde desenvolve uma pesquisa a respeito do uso de sons cotidianos dentro da criação musical eletroacústica. Além de professor e pesquisador, atua também como compositor para trilhas sonoras para teatro, cinema e instalações artísticas.

 

 

CURSOS DE OUTONO - 2017

 Oficina: A MÚSICA NO UNIVERSO INDÍGENA

Magda Pucci
18 de fevereiro e 18 de março 2017

Nessa oficina, Magda Pucci estimula a reflexão sobre alguns aspectos relacionados ao repertório de alguns povos indígenas do Brasil buscando compreende-los na sua diversidade cultural; trabalhar a audição e a percepção sobre algumas canções a fim de desmistificar a ideia de que toda música indígena é igual. Atividades como cantar em diferentes línguas indígenas, entrar em contato com conteúdos mitológicos, ouvir o som de determinados instrumentos e suas diferentes formas e materiais, perceber a forma como a música se insere na vida cotidiana indígena fazem parte dessa oficina. Paralelamente à prática, desenvolveremos uma reflexão sobre o papel da oralidade nessas tradições, que se encontra ligada intrinsecamente à musicalidade.

A musicista apresenta o processo de pesquisa sobre a diversidade da música indígena brasileira que foi a base do recém-lançado CD do Mawaca ‘Rupestres Sonoros’, parte de um projeto que revela uma curiosa relação entre as músicas indígenas pinturas e os rupestres da Serra da Capivara do Piauí e de Monte Alegre do Pará e propõe uma vivência sonora com diversas canções dos grupos indígenas de várias partes do país como Kambeba (AM), Krenak (MG), Paiter Suruí (RO), Kaingang (RS), Ikolen-Gavião (RO), abordadas com atividades variadas e prática musical.

JUSTIFICATIVA: O universo indígena é pouco conhecido da sociedade contemporânea por ser considerado "primitivo" e de pouco interesse, quando na realidade, é fundamental conhecer aspectos da cultura indígena para nos termos a verdadeira dimensão da identidade brasileira. Num momento em que se pretende estimular a reflexão e propor caminhos para uma educação mais justa e democrática, é importante compreender a importância desses povos na nossa existência e principalmente aproximar-se de sua forma de pensar para poder compreendê-los melhor. Afinal, são nossos ancestrais que nos fornecerão o lado B da História que precisa ser contada de uma forma mais digna, livre de preconceitos. Vamos buscar compreender aqui a diversidade cultural indígena que temos pouco acesso.

 

Encontros: Sábados 18 de fevereiro e 18 de março de 2017

Horário: 9h às 17h                      Carga horária por sábado para a Pós: 10h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$150,00/R$130,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

MAGDA PUCCI: Musicista e pesquisadora da música de vários povos. Formada em Regência, é mestre em Antropologia e doutoranda em Creative Arts and Performance na Holanda. É diretora musical do grupo Mawaca há 21 anos, onde desenvolve extensa pesquisa de repertório multicultural aplicada à prática musical. O Mawaca tem seis CDs e quatro DVDs lançados e se vem se apresentando em diversos países. É autora de diversos livros, entre eles o guia didático ‘Outras terras, outros sons’ com Berenice de Almeida. Para 2017, Magda e Berenice de Almeida preparam o livro Cantos da Floresta com 25 músicas indígenas e 150 atividades para professores, projeto feito em parceria com apoio do PROAC e Natura, a ser lançado pela Editora Peirópolis. www.mawaca.com.br

 

Oficina: AFINAL, CORO INFANTOJUVENIL, JUVENIL OU JOVEM?

Prof. Patricia Costa
08/04; 13/05; 10/06; 08/07 de 2017

O curso se destina aos regentes, educadores e pesquisadores que tenham interesse na atividade coral para adolescentes e que busquem reflexões e/ou práticas para coro juvenil. As diferentes nuances desta faixa etária ainda causam confusão nas denominações e no material adequado para cada modalidade coral. Abordando aspectos diferenciados do canto coletivo para crianças, pré-adolescentes, adolescentes e jovens, os inscritos são convidados a conhecer, pensar, compartilhar e experimentar estratégias para a prática do coro juvenil, seja este iniciante, intermediário ou avançado. Assuntos como repertório, técnica vocal, direção cênica, leitura de partitura e planejamento da atividade para atrair e manter cantores juvenis serão o ponto de partida para o desenvolvimento do curso. Havendo interesse e oportunidade, Patricia Costa contará com seus corais de adolescentes do Colégio São Vicente de Paulo (SVEF, SVEM e São Vicente a Cappella) como coro-laboratório, em algumas aulas. Que sejamos um ponto de encontro para desenvolver e fortalecer o movimento do coro juvenil brasileiro!

 

Encontros: 08 de abril, 13 de maio, 10 de junho, 08 de julho de 2017.

Horário: 9h às 17h                      Carga horária por sábado para a Pós: 10h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ      Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$150,00/R$130,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Patricia Costa: Dedica-se ao canto coral desde 1978, como cantora e desde 1993 como regente, tendo integrado a Orquestra de Vozes Garganta Profunda (Marcos Leite) e Coro de Câmara Pro Arte (Carlos Alberto Figueiredo), dentre outros. Licenciou-se em Música pela UNIRIO. Mestre em Educação Musical e doutoranda em Práticas Interpretativas pela da mesma instituição, foi contemplada com bolsa sanduíche da parceria CAPES/Fulbright na Butler University (Indianapolis, EUA), como pesquisadora visitante, onde cumpriu estágio entre agosto de 2015 e junho de 2016, quando colaborou com direção cênica (Expressive Youthful Ensemble Singing - EYES) e regência de alguns corais daquela universidade. Trabalha com direção cênica desde 1990, respondendo pelos grupos Coro Corado, Mãos em Canto, Equale e Amigos do São Vicente, além de trabalhar a movimentação cênica de seus próprios corais e de coros de festivais. Dirige os corais juvenis do Colégio São Vicente de Paulo desde 1993, em atividade contínua. Seu coro jovem São Vicente a Cappella tornou-se referência em âmbito nacional. Atuou como professora contratada na UNIRIO, UFRJ e na Pós-Graduação do Conservatório Brasileiro de Música (RJ), tanto na área de regência de coro infantil e juvenil, quanto na área de direção cênica. É constantemente convidada a integrar as equipes de professores de importantes festivais, laboratórios e painéis de regência coral pelo Brasil. l, como Festival Gran Finale (SP), Festival de Corais de Catanduva - FESCC (SP), Laboratório Coral de Itajubá (MG), Painéis FUNARTE (PB e GO), Painéis de Cuiabá (MT) e da FECORS (RS), dentre outros.

Contato: pccantocoral@gmail.com; pcosta@butler.edu;

Facebook: https://www.facebook.com/pccantocoral/?ref=aymt_homepage_panel

Homepage: http://pccantocoral.wixsite.com/music

 

 

DESPEDAGOGIZAÇÃO DA MÚSICA

 Prof.ª Drª Regina Marcia Simão Santos

 11/03; 1º/04; 06/05; 03/06 2017

 

Considerando que a ação docente é constituída por um marco referencial situacional, teórico e operativo, e que ela se faz num movimento entre o instituído e o instituinte, a questão central “Despedagogização da música?” se desdobra ao longo do curso, ajudando a pensar a imbricada relação ensinar-aprender música na perspectiva de um currículo para a contemporaneidade. Os casos trazidos e as leituras indicadas suscitam uma conversação sobre a emergência de ações que respondam aos desafios atuais para a música na escola, entre o comum e o singular, e em espaços alternativos como os de projetos sociais, revigorando o olhar sobre os cursos de formação de professores. EMENTA: Música, cultura e educação musical - trajetórias do pensamento e prática do ensino de música na escola básica no Brasil. Imbricações com as tendências do debate contemporâneo sobre educação, pedagogia, didática e currículo. Questões trazidas do campo da arte, filosofia e ciência. Desafios ao currículo na contemporaneidade. Educação musical na perspectiva de uma pedagogia do afeto. Corpo-música, material-força. Música como jogo-cartografia. Sujeitos sociais, mundos musicais e produção de sentidos. Comunidade de aprendizagem: sujeitos cartógrafos. Aprendizagem como experiência de problematização e invenção. Planejamento rizomático e aula como plano de imanência. Alisamentos e estriamentos.

Encontros: 11 de março, 01 de abril, 06 de maio, 03 de junho de 2017.

Horário: 9h às 17h Carga horária por sábado para a Pós: 10h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º. RJ Metro Cinelândia.

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$150,00/R$130,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413 poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com

 

Regina Marcia Doutora em Comunicação, Mestre em Educação e Bacharel em Piano pela UFRJ, Licenciada em Música (UNIRIO) e com cursos de especialização em educação, em didática da música e ensino superior. Organizadora do livro Música, cultura e educação: os múltiplos espaços de educação musical (Sulina) e uma das organizadoras do livro Música na escola: caminhos e possibilidades para a Educação Básica (SESC). Membro do comitê científico e do conselho editorial do Forum Latinoamericano de Educação Musical Fladem Brasil 2015-17. Docente da UNIRIO por mais de 30 anos, atuou na Graduação e Pós-Graduação em Música (Mestrado e Doutorado), que coordenou. Exerceu docência no Conservatório Brasileiro de Música e no Curso de Música do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Professora de música na educação básica por mais de 20 anos, na rede pública e privada (EI e EF), integrou o Departamento Pedagógico da SME-RJ coordenando cursos de formação continuada para professores de Música e para professores das séries iniciais e da Educação Infantil. Idealizou e coordenou projetos socioeducativos musicais em igreja e OSCIP (Terceiro Setor). Parecerista dos Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil (MEC). Tem prestado consultoria / assessoria a instituições de ensino superior, SME/RJ, SESC e Colégio Pedro II.

 

 

CURSOS DE VERÃO - 2017

1- Oficina de Linguagem Musical (OLM): Criação/ Improvisação/Notação na sala de aula atual
 

Professor Luiz Carlos Csekö

9 a 11 de janeiro de 2017.

 

CONTEÚDO: estudo, investigação e prática do processo de Educação Musical pela Oficina de Linguagem Musical (OLM).

OBJETIVOS: capacitar a agregar a OLM ao leque de metodologias em estudo e uso na sala de aula

METODOLOGIA: análise/execução da OLM; seus estágios & objetivos; a OLM na sala de aula: público infantil, adulto, profissional; criar/planejar/elaborar/ministrar aulas com a OLM; utilização de instrumental orff, percussão brasileira, mobiliário da sala, objetos sonoros confeccionados, sucata; dinâmica de música de câmara & educação musical; elaboração de civilidade/cidadania e a educação musical. Site: www.lccseko.com

 

Horário: Segunda e terça 9h às 17h/ Quarta 9h às 12h Carga horária Pós: 20h

Local: Conservatório Brasileiro de Música (CBM-CEU). Av. Graça Aranha, 57. 12º Andar. Metrô Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento R$300,00 /R$250,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Descontos para “pacote verão” e/ou pagamentos antecipados. Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413; Adriana (021) 998043838 (poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

 

 

2- O canto como elemento de musicalização

 Professora Silvia Sobreira

11 a 13 de janeiro de 2017.

 

Embora ciente de que existem várias maneiras de se musicalizar, causa-me perplexidade que a utilização do canto nas escolas não venha sendo debatida com mais profundidade. Acredito que o canto continua a ser um excelente meio de educação musical, embora sua utilização inadequada possa trazer comprometimentos para uma formação musical mais completa do indivíduo. Não creio que essa deva ser a única forma de musicalização e que seja justificada apenas pela falta de suporte material para as aulas de Música. Por outro lado, percebo uma situação na qual há insuficiência de discussões e propostas tendo o canto como recurso de musicalização (SOBREIRA, 2013, p.11).

 

O curso está dividido em 3 Seções: 1 O canto escolar; 2 Escolhendo a tonalidade adequada; 3 Você tem medo de que?; Problemas ocorridos pela falta de memória musical do professor; Dúvidas mais frequentes.

 

Horário: Quarta 13h às 17h Quinta e sexta 9h às 17h/Carga horária Pós: 20h

Local: Conservatório Brasileiro de Música (CBM-CEU). Av. Graça Aranha, 57. 12º Andar. Metrô Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento R$300,00/R$250,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Descontos para “pacote verão” e pagamentos antecipados. Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413 (poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

 

 

3- Música Corporal

 Professor Fernando Barba (Barbatuques)

 16 a 19 de janeiro de 2017

 

O curso propicia ao participante uma iniciação na linguagem da música corporal. Através do estudo e prática de um vocabulário básico de sons corporais, técnicas, jogos de criação e improvisações, as principais linhas da metodologia Barbatuques de percussão corporal serão abordadas e vivenciadas. Constarão: - Aprendizado de sons corporais básicos: tipos de palmas com suas variações, batidas das mãos no peito e estalos de dedo, percussão das mãos nos lábios e rosto com variações básicas de altura, vácuos, percussão vocal, percussão bucal, texturas sonoras.

  •          Exercícios de exploração do andar sonoro.
  •          Exercícios básicos de coordenação psicomotora integrando pés, mãos e voz a partir a partir de frases rítmicas utilizando tempo e contratempo sincronizadas ao pulso.
  •          Técnicas de peito/estalo/palma e pés/mãos vivenciadas através da prática de ritmos (samba, baião, rock e funk) a partir de subdivisões binárias, ternárias e quaternárias. Variações e combinações destas células rítmicas apresentadas. Estudo da técnica de percussão no rosto e nos lábios a partir das mãos, percussão bucal e vocal.
  •          Jogos musicais e corporais que trabalham a atenção, memorização e a comunicação (flechas, ecos) - Prática de improvisações que desenvolvem o senso de criação individual, improvisação e de escuta (refrão-improviso, sequência minimal, contágio livre).
  •          Exercícios de regência que desenvolvem a comunicação gestual, a liderança e a percepção musical (maestro).
  •          Conversas e explanações sobre aplicações possíveis da metodologia da Música Corporal em diferentes contextos de sala de aula.

 

Horário: 9h às 17h                                               Carga horária para a Pós: 40h

Local: Conservatório Brasileiro de Música (CBM-CEU). Av. Graça Aranha, 57. 12º Andar. Metrô Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento R$500,00/R$450,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Descontos para “pacote verão” e/ou pagamentos antecipados. Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413; Adriana Rodrigues (021) 998043838 (poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

 

4- Keith Terry

 Pioneiro da percussão corporal

 20 e 21 de janeiro de 2017.

 

Ele bate as palmas, esfrega uma mão na outra, estala os dedos, bate os pés, arrasta a sola dos sapatos, percute peito, barriga e traseiro, explora sons com as bochechas: Keith Terry usa toda e qualquer superfície para explorar todas as suas possibilidades, criando sua música a partir de uma surpreendente variedade de registros sonoros com brilhantes variações rítmicas. Pode-se definir Keith Terry como um bailarino percussionista, cujo trabalho engloba uma gama de disciplinas afins, como música, dança, teatro, performance, dentro de uma visão artística própria criando uma linguagem que transcende padronizações. Keith se define como músico corporal, que a partir do uso do mais antigo dos instrumentos- o próprio corpo - cria uma base para explorar, aliar, mesclar possibilidades rítmicas, percussivas e de movimentos, tradicionais e contemporâneas. http://www.crosspulse.com/

 

Horário: 9h às 17h                                               Carga horária para a Pós: 20h

Local: Conservatório Brasileiro de Música (CBM-CEU). Av. Graça Aranha, 57. 12º Andar. Metrô Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues e Elizabeth Dau

Tradução: Elizabeth Dau

Investimento: R$400,00/R$350,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br)

Descontos para “pacote verão” e/ou pagamentos antecipados.

Informações: Noemi Teixeira (021)985736413, Adriana (021) 998043838 (poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

 

 

5- Música, Dança e Jogos da África Ocidental:

Prática, Teoria e Educação

 Professor Dr. Kofi Gbolonyo (Gana)

23 a 27 de janeiro de 2017.

 

O curso une as abordagens e conceitos da etnomusicologia aos elementos e técnicas presentes na Abordagem Orff e também na música e na dança da África Ocidental. Serão trabalhados arranjos baseados na escrita Orff, percussão corporal, movimento, jogos, canções tradicionais (incluindo canto-coral); também será realizado um estudo das teorias etnomusicológicas, assim como a análise prática da música africana percussiva e das atividades relacionadas. O material a ser trabalhado foi elaborado, em sua maioria, na parte ocidental da África, sendo os tambores uma das principais ferramentas a serem utilizadas durante o curso. Por ter formação em abordagens e teorias etnomusicológicas sobre música africana e música ocidental, e ao mesmo tempo ser especialista na Abordagem Orff, o professor Kofi busca também trazer para suas aulas propostas e orientações para que o trabalho desenvolvido durante o curso possa ser aplicado em sala de aula pelos participantes. 

São bem-vindos professores de todas as especialidades (independentemente de sua experiência com música, da faixa etária com a qual trabalham ou da experiência com música Africana, abordagem Orff ou educação musical multicultural); musicoterapeutas, compositores, professores de dança, artistas e todas as pessoas envolvidas com algum tipo de arte ou educação multidisciplinar. As atividades trabalhadas durante o curso serão aplicáveis a todas as categorias de professores, instrutores e facilitadores que trabalhem com grupos sociais diversos. O material disponibilizado pode ser trabalhado com qualquer faixa etária (crianças e adultos). http://music.ubc.ca/person/j-s-kofi-gbolonyo/

 

Horário: 9h às 17h                                                   Carga horária para Pós: 50h

Local: Conservatório Brasileiro de Música (CBM-CEU). Av. Graça Aranha, 57. 12º Andar. Metrô Cinelândia. RJ 

Coordenação: Adriana Rodrigues e Elizabeth Dau. Tradução: Elizabeth Dau

Investimento R$600,00/R$550,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br) Descontos para “pacote verão” e pagamentos antecipados.

Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413. (poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

 

show b01s bsd fsN normalcase tsN fwB left|left tsN fwR show b01s bsd|left show fwR tsN b01s bsd|bnull|sbss|image-wrap|login news fwB fwR normalcase c10 tsN b01 bsd|fsN fwR c10 tsN b01 bsd normalcase|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase c10 tsN b01 bsd|fwR normalcase c10 tsN b01 bsd|normalcase tsY c10 b01 bsd|content-inner||b01ns bsd