SOBRE AS OFICINAS:
A Percussão Brasileira coletiva em sala de aula, com a Metodologia Mano Rítmica.
A expressão criadora na formação do professor.

A proposta do curso é explorar a Percussão Brasileira coletiva e gêneros musicais em sala de aula, de forma prática, usando partes do método Mano Rítmica, desenvolvido pelo professor Diogo Brandão ao longo de seis anos no Ginásio do Samba Escola Chile, no Rio de Janeiro. O método Mano Rítmica faz uso das mãos para representar figuras, células e frases rítmicas, possibilitando aos professores e alunos, criarem arranjos rítmicos improvisados.

Música como necessidade humana: discutindo e experimentando pedagogias abertas.

A partir da concepção de que a sala de aula é um ambiente plural repleto de individualidades e diferenças, compreende-se que cada indivíduo tem sua forma própria de aprender, para tal perceber essas diferenças e transformar a sala de aula em um ambiente amplo de possibilidades metodológicas onde cada participante contribui para esse aprendizado é um dos fundamentos das pedagogias abertas. Essa oficina tem como proposta descontruir e reconstruir os modos de se fazer música na sala de aula à partir de uma análise das transformações sofridas pela escola no decorrer da sua construção tendo como busca a compreensão da música como uma condição necessária para o pleno desenvolvimento do ser humano em todas as suas potencialidades.

Cada pessoa recebe do meio em que vive uma multiplicidade de impressões e responde a elas de um modo particular. A expressão criadora é essa manifestação individual, em todas as suas formas inter-relacionadas: dramática, plástica, gráfica, visual, sonora, rítmica, quando original e única. A oficina tem como base a valorização do potencial criador do educador musical, sua expressão criadora, incentivando-os para o fazer musical, utilizando a voz, o corpo e o som.

CONVIDADOS:

© 2018 por Rebeca Vazquez